Amparo Sediou Desafio Internacional de Hockey

Primeiro Evento em Mais de Uma Década com Equipe Estrangeira

Durante o último final de semana, dias 25 e 26 de maio, a cidade de Amparo (SP) sediou o Desafio Internacional de Hockey InLine, primeiro evento em mais de uma década a contar com uma equipe estrangeira da modalidade em solo brasileiro. Aém dos franceses do time Les Phénix da cidade de Ris Orangis (localizada à 23 quilômetros a sudeste de Paris), também participaram do evento duas equipes paulista e as seleções brasileiras de hockey inline das categorias adulto, masters e juniors.

O principal objetivo do evento era começar a se estabelecer laços com equipes estrangeiros para que se abra a possibilidade de atletas brasileiros realizarem intercâmbios escolares e esportivos em países e auxiliem no aprimoramento do hockey inline nacional quando retornarem ao País.

A seguir, uma reportagem da SRTV sobre o evento:

DESAFIO INTERNACIONAL DE HOCKEY 19

Publicado por SRTV em Terça-feira, 28 de maio de 2019

Finlândia Vence o Mundial de Hockey no Gelo 2019

Mundial de Hockey no Gelo 2019 Tem Campeão Inesperado.

A Seleção Finlandesa de hockey no gelo protagonizou um verdadeiro conto-de-fadas durante o Campeonato Mundial de Hockey no Gelo de 2019 na Eslováquia, ao superar a favorita Seleção Canadense no jogo final ocorrido no último domingo, 26 de maio. Placar final: Finlândia 2 x 1 Canadá.

O Canadá começou a disputa vencendo, mas a Finlândia empatou o jogo ainda no primeiro período com um gol de Marki Anttila, que também marcou o gol que desempatou a partida no terceiro período e ajudou a Finlândia a vencer novamente o Campeonato Mundial – curiosamente, a Finlândia havia sido campeã do mundial de 2011, também disputado na Eslováquia.

 

Autor: Aleksi Teivainen – HT

Fonte : Uusi Suomi

Desafio Internacional de Hockey InLine

Equipe Francesa Participará de Competição em Amparo.

 

Pela primeira vez em 13 anos uma equipe europeia de hockey inline virá ao Brasil para jogar contra equipes nacionais, quando no próximo final de semana, nos dias 24 e 25 de maio, o time RIS Orangis da Divisão N1 da Liga francesa de hockey inline estará na cidade de Amparo para participar do Desafio Internacional de Hockey InLine, do qual também farão parte a Seleção Brasileira Masculina, Seleção Brasileira Master, Seleção Brasileira Junior, além da Seleção Paulista A e Seleção Paulista B.

Além da troca de experiência com atletas de alto nível, o principal objetivo do evento é a criação de vincula com uma Nação estrangeiro com vistas ao envio de atletas brasileiros para fazerem intercâmbio esportivo e educativo fora do Brasil.

As atividades do final de semana serão acompanhadas pela equipe técnica francesa, que ao final fará à Diretoria de Hockey InLine da CBHP uma análise acerca do que deve ser feito para aperfeiçoamento dos recursos humanos à disposição do Hockey Inline brasileiro e de quais deverão ser os próximos passos para que os intercâmbios de brasileiros na Europa possam se concretizar.

A seguir, a programação dos jogos deste final de semana:



Autor: Salvador Neto

AABB É Campeã Paulista 2019!

Associação Atlética Banco do Brasil de São Paulo é a Campeã Paulista de 2019.

 

No último final de semana – 18 e 19 de maio – se encerrou a edição 2019 do Campeonato Paulista de Hockey InLine 2019.

Seguindo o modelo de competição inaugurado no ano passado, em duas etapas: uma primeira em que as 12 equipes foram divididas em grupos e uma segunda na qual a competição foi dividida em duas “Divisões” distintas: a Série Elite e a Série Ouro.

A Série Ouro foi disputada pelas equipes da Guarani, Sociedade Hípica de Campinas, Taubaté Rap Rollers, Rabbits Hockey, Project Hockey In Life (PHIL) e pela equipe B da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB-SP B), que se classificaram entre o 12º e o 7º lugar da primeira fase, enquanto a a Série Elite foi disputada pelas equipes da AABB-SP, Palmeiras, Portuguesa, São Bernardo, Sertãozinho Spider e Lusa, as 6 melhores classificadas na primeira fase da competição.

Ao final de três finais de semana de competição o Guarani e a Sociedade Hípica de Campinas disputaram o título da Série Ouro, vitória do Guarani na prorrogação.

Já a Associação Atlética Banco do Brasil se sagrou a grande Campeã Paulista de 2019 ao superar o Palmeiras numa partida disputadíssima e muito tensa.

Nos Links a seguir se pode verificar os detalhes das duas disputas:

Série Elite

Série Ouro

Tabela de Jogos

Tabela de Jogos

Ranking de Pontuadores

Ranking de Pontuadores

Ranking de Artilharia

Ranking de Artilharia

Ranking de Assistentes

Ranking de Assistentes

A seguir a table com os resultados completos do Campeonato Paulista, cujas informações completas podem ser conferidas clicando-se aqui.

# Mandante Placar Visitante Data e Horário
45
AABB-SP
5 x 4
Palmeiras
19/05/2019 às 15:00
44
Hípica
3 x 4
Guarani
19/05/2019 às 14:00
43
Portuguesa
9 x 5
São Bernardo
19/05/2019 às 12:30
42
Taubaté Rap Rollers
4 x 4
Rabbits Hockey
19/05/2019 às 11:15
41
Sertãozinho Spider
8 x 6
Lusa
19/05/2019 às 10:00
40
AABB-SP B
7 x 1
PHIL
19/05/2019 às 09:00
39
Palmeiras
8 x 4
São Bernardo
18/05/2019 às 19:00
38
Taubaté Rap Rollers
5 x 2
PHIL
18/05/2019 às 18:00
37
Rabbits Hockey
5 x 3
AABB-SP B
18/05/2019 às 17:00
36
Hípica
4 x 4
Guarani
18/05/2019 às 16:00
35
AABB-SP
7 x 4
Portuguesa
18/05/2019 às 14:30
34
PHIL
3 x 5
AABB-SP B
18/05/2019 às 13:30
33
Taubaté Rap Rollers
3 x 3
Guarani
18/05/2019 às 12:30
32
Hípica
6 x 2
Rabbits Hockey
18/05/2019 às 11:30
31
São Bernardo
11 x 5
Lusa
18/05/2019 às 10:00
30
AABB-SP B
1 x 5
Guarani
31/03/2019 às 14:00
29
PHIL
0 x 6
Rabbits Hockey
31/03/2019 às 13:00
28
Hípica
0 x 0
Taubaté Rap Rollers
31/03/2019 às 12:00
27
Sertãozinho Spider
2 x 7
AABB-SP
31/03/2019 às 11:00
26
Guarani
7 x 0
Rabbits Hockey
31/03/2019 às 10:00
25
AABB-SP B
5 x 4
Taubaté Rap Rollers
31/03/2019 às 09:00
24
Hípica
5 x 1
PHIL
31/03/2019 às 08:00
23
Sertãozinho Spider
5 x 8
Portuguesa
30/03/2019 às 17:00
22
Palmeiras
14 x 1
Lusa
30/03/2019 às 16:00
21
Hípica
5 x 2
AABB-SP B
30/03/2019 às 15:00
20
Guarani
7 x 0
PHIL
30/03/2019 às 14:00
19
Rabbits Hockey
3 x 6
Taubaté Rap Rollers
30/03/2019 às 13:00
18
São Bernardo
11 x 0
PHIL
17/02/2019 às 16:00
17
Hípica
6 x 4
Taubaté Rap Rollers
17/02/2019 às 15:00
16
Guarani
5 x 3
Rabbits Hockey
17/02/2019 às 14:00
15
Portuguesa
12 x 1
AABB-SP B
17/02/2019 às 13:00
14
AABB-SP
5 x 2
Lusa
17/02/2019 às 12:00
13
Palmeiras
4 x 3
Sertãozinho Spider
17/02/2019 às 11:00
12
PHIL
1 x 9
AABB-SP B
17/02/2019 às 10:00
11
Taubaté Rap Rollers
5 x 6
Lusa
17/02/2019 às 09:00
10
Rabbits Hockey
0 x 8
Sertãozinho Spider
17/02/2019 às 08:00
9
Portuguesa
8 x 2
São Bernardo
16/02/2019 às 18:00
8
AABB-SP
14 x 0
Hípica
16/02/2019 às 17:00
7
Guarani
0 x 14
Palmeiras
16/02/2019 às 16:00
6
São Bernardo
9 x 0
AABB-SP B
16/02/2019 às 15:00
5
Hípica
2 x 6
Lusa
16/02/2019 às 14:00
4
Sertãozinho Spider
13 x 1
Guarani
16/02/2019 às 13:00
3
Portuguesa
18 x 1
PHIL
16/02/2019 às 12:00
2
AABB-SP
11 x 1
Taubaté Rap Rollers
16/02/2019 às 11:00
1
Palmeiras
9 x 0
Rabbits Hockey
16/02/2019 às 10:00
Federação Paulista de Hóquei e Patinação

Autor: Salvador Neto

Guarani Vence A Série Ouro

Confronto Campineiro Só Terminou Na Prorrogação.

 

A Série Ouro do Campeonato Paulista de Hockey InLine 2019 teve sua final disputada entre duas equipes de Campinas: o Guarani e a Sociedade Hípica de Campinas.

Após um primeiro período no qual nenhuma das equipes conseguiu aproveitar suas oportunidades de power-play e que terminou sem gols, o segundo tempo trouxe um “dog fight” em que cada gol do Guarani era seguido por um da equipe rival.

O placar da final da Série Ouro foi aberto quando o cronômetro marcada 18:34 para o final do segundo período, gol do número 98 do Guarani, Carlos Eduardo de Pádua, cuja reação aconteceu 1 minuto e quatorze segundos depois com um gol de Luís Roberto “Fifo” da Hípica.

Com 15:48 restantes, o Guarni, novamente com Carlos Eduardo Pádua fez 2 a 1, e aos 11:33 a Hípica empatou novamente com um gol de Juan Antonio Fernandez. A última chance do Guarani encerrar a partida com vitória no tempo regulamentar aconteceu com 09:30, mas quando faltavam apenas 01:22, mais uma vez “Fifo” empatou para a Hípica.

Tempo regulamentar encerrado com placar marcando 3 a 3 e a final vai para a prorrogação, 5 minutos para as equipes fazerem um gol e evitarem a decisão por pênaltis e com 1 minuto e 10 segundos de jogo, pela última e derradeira vez o Guarani se pôs a frente no placar, 4 a 3 e ficou com o título da Série Ouro 2019.

A seguir todos os resultados dos jogos da Série Ouro 2019.

C. Paulista-Série Ouro 2019 (Masculino)
Partidas Realizadas
# Mandante Placar Visitante Data e Horário
44
Hípica
3 x 4
Guarani
19/05/2019 às 14:00
42
Taubaté Rap Rollers
4 x 4
Rabbits Hockey
19/05/2019 às 11:15
40
AABB-SP B
7 x 1
PHIL
19/05/2019 às 09:00
38
Taubaté Rap Rollers
5 x 2
PHIL
18/05/2019 às 18:00
37
Rabbits Hockey
5 x 3
AABB-SP B
18/05/2019 às 17:00
36
Hípica
4 x 4
Guarani
18/05/2019 às 16:00
34
PHIL
3 x 5
AABB-SP B
18/05/2019 às 13:30
33
Taubaté Rap Rollers
3 x 3
Guarani
18/05/2019 às 12:30
32
Hípica
6 x 2
Rabbits Hockey
18/05/2019 às 11:30
30
AABB-SP B
1 x 5
Guarani
31/03/2019 às 14:00
29
PHIL
0 x 6
Rabbits Hockey
31/03/2019 às 13:00
28
Hípica
0 x 0
Taubaté Rap Rollers
31/03/2019 às 12:00
26
Guarani
7 x 0
Rabbits Hockey
31/03/2019 às 10:00
25
AABB-SP B
5 x 4
Taubaté Rap Rollers
31/03/2019 às 09:00
24
Hípica
5 x 1
PHIL
31/03/2019 às 08:00
21
Hípica
5 x 2
AABB-SP B
30/03/2019 às 15:00
20
Guarani
7 x 0
PHIL
30/03/2019 às 14:00
19
Rabbits Hockey
3 x 6
Taubaté Rap Rollers
30/03/2019 às 13:00
18
São Bernardo
11 x 0
PHIL
17/02/2019 às 16:00
17
Hípica
6 x 4
Taubaté Rap Rollers
17/02/2019 às 15:00
16
Guarani
5 x 3
Rabbits Hockey
17/02/2019 às 14:00
15
Portuguesa
12 x 1
AABB-SP B
17/02/2019 às 13:00
14
AABB-SP
5 x 2
Lusa
17/02/2019 às 12:00
13
Palmeiras
4 x 3
Sertãozinho Spider
17/02/2019 às 11:00
12
PHIL
1 x 9
AABB-SP B
17/02/2019 às 10:00
11
Taubaté Rap Rollers
5 x 6
Lusa
17/02/2019 às 09:00
10
Rabbits Hockey
0 x 8
Sertãozinho Spider
17/02/2019 às 08:00
9
Portuguesa
8 x 2
São Bernardo
16/02/2019 às 18:00
8
AABB-SP
14 x 0
Hípica
16/02/2019 às 17:00
7
Guarani
0 x 14
Palmeiras
16/02/2019 às 16:00
6
São Bernardo
9 x 0
AABB-SP B
16/02/2019 às 15:00
5
Hípica
2 x 6
Lusa
16/02/2019 às 14:00
4
Sertãozinho Spider
13 x 1
Guarani
16/02/2019 às 13:00
3
Portuguesa
18 x 1
PHIL
16/02/2019 às 12:00
2
AABB-SP
11 x 1
Taubaté Rap Rollers
16/02/2019 às 11:00
1
Palmeiras
9 x 0
Rabbits Hockey
16/02/2019 às 10:00
Federação Paulista de Hóquei e Patinação

Autor: Salvador Neto

Ranking – Maior Pontuador 2019

Categorias Menores se destacam com os maiores pontuadores de 2019.

 

Finalizado o Campeonato Paulista de Hockey InLine Masculino Adulto e as atividades oficiais do primeiro semestre de 2019, somando-se os resultados de todos os jogos de todas as categorias se verifica que o grande destaque desta primeira metade da temporada é João Pedro Bertolla do Amparo No Limits que em apenas 8 jogos na categoria Sub16 soma impressionantes 51 pontos, sendo 39 gols e 12 assistências.

Juntamente com João Pedro, “sobem ao pódium” desta primeira metade de 2019 os atletas Arthur Henriques do Palmeiras com 32 pontos (21 gols e 11 assistências) anotados em 16 jogos nas categorias Sub14 e Lucas Ferreira, também do Amparo No Limits, com 31 pontos (26 gols e 5 assistências) marcados em 14 jogos das categorias Sub10 e Sub12.

Arthur Henriques em 2018 marcou 23 ponto (18 G, 5 A) e Lucas Ferreira 7 ponto (5 G, 2 A), portanto já se superaram em relação à temporada passa, cujo maior pontuador foi justamente João Pedro Bertolla com 87 pontos (74 G, 13 A). Conseguirão os atletas superarem estes 87 pontos? Está lançado o desafio! (fonte: ranking de pontuadores 2018).

A seguir, o ranking de pontuadores de 2019 ao final do Campeonato Paulista masculino adulto:

Campeonato Paulista 2019
Categorias: Sub10, Sub12, Sub14, Sub16 e Masculino.



João Bertola Arthur Lucas Ferreira
Amparo No Limits Palmeiras Amparo No Limits
Pontos (P, G, A) Pontos (P, G, A) Pontos (P, G, A)
51 (51,39, 12) 32 (32, 21, 11) 31 (31, 26, 5)

# Atleta Equipe Jogos Pontos Gols Assistências
1
João Pedro Bertola
Amparo No Limits 8 51 39 12
2
Arthur Silva Henriques
Palmeiras 16 32 21 11
3
Lucas Ferreira
Amparo No Limits 14 31 26 5
4
Alan Kenji Narihisa
Portuguesa 14 28 18 10
5
Artur Borges
Palmeiras 14 27 18 9
6
Leonardo Yoshio G Do Prado
Taubaté Rap Rollers 8 25 19 6
7
Rafael Calhelha Christiani
AABB-SP 6 25 20 5
8
Gustavo Celeste Pimenta
Portuguesa 16 23 15 8
9
Thiago Inacio Ribeiro De Souza
Portuguesa 6 23 12 11
10
Kauan de Carvalho Batista Braga
Taubaté Rap Rollers 16 23 18 5
11
Murilo Couceiro
Amparo No Limits 8 21 17 4
12
Gabriel Sampaio de Souza
Taubaté Rap Rollers 16 19 11 8
13
Rafael Baitello
AABB-SP 14 19 16 3
14
Rafael De Magalhães
Portuguesa 6 19 7 12
15
Cauã Aidar Guzmán
Portuguesa 6 19 10 9
16
Cezar Augusto Do Carmo
Taubaté Rap Rollers 9 18 14 4
17
Victor Morosi
Amparo No Limits 14 18 13 5
18
Arthur Mendes
São Bernardo 8 18 12 6
19
Guilherme B. Gonsales
São Bernardo 8 18 11 7
20
Gabriel Sena Fernandes Bossi
Palmeiras 6 18 12 6
21
Bruno Sano
AABB-SP 6 18 9 9
22
Felipe Ferreira
Amparo No Limits 8 17 15 2
23
Felipe Orlando Milanov Geraldini
Portuguesa 5 17 11 6
24
Pedro Henrique de Toledo
Sertãozinho Spider 6 17 8 9
25
Danilo Senna
São Bernardo 8 17 9 8
26
Rui Garcia Bove
Portuguesa 16 17 10 7
27
Carlos Eduardo de Pádua
Guarani 9 16 11 5
28
Vinicius Espósito Bellangero
Palmeiras 13 16 14 2
29
Emmerich Francisco de Souza
Sertãozinho Spider 6 15 9 6
30
Vinicius Mantoanelli dos Santos
Palmeiras 9 15 9 6
31
Gustavo Montagner
Guarani 6 15 6 9
32
Bruno Cunha
Hípica 16 15 11 4
33
Luiz Koenen
Palmeiras 6 14 10 4
34
Elvis Castro Nicoli
AABB-SP B 9 14 5 9
35
Guilherme Oliveira Araujo
Portuguesa 9 14 10 4
36
Felipe Curcio Moura
AABB-SP 5 14 6 8
37
Rodrigo Eugenio dos Santos
Hípica 8 13 10 3
38
João Pedro Leme
Amparo No Limits 4 13 7 6
39
Jhonatan Batista Santos
Rabbits Hockey 9 12 7 5
40
Yuberth Rocha
Hípica 17 12 7 5
41
Leonardo Silva Dantas
Taubaté Rap Rollers 8 11 5 6
42
Eduardo Longo Dalmazo
Sertãozinho Spider 6 11 8 3
43
Newton Kazunori Ishido
AABB-SP B 9 11 6 5
44
Milton Christie Rodrigues dos Santos
São Bernardo 3 10 10 0
45
Victor Raimundo de Lima
Amparo No Limits 11 10 9 1
46
Murilo Inacarato
Hípica 8 10 3 7
47
Henrique Mesquita Degani
Portuguesa 6 10 6 4

Francisco Cunha Oliveira
São Bernardo 6 10 6 4
49
Luis Roberto Pedro Custódio
Hípica 8 10 4 6
50
Jaime Hideo Santos
São Bernardo 6 10 3 7
51
Enzo Rosolia
Sertãozinho Spider 16 10 8 2
52
Gianluigi Sellmer Antoni
Lusa 6 10 6 4
53
João Paulo Mendes dos Santos
Lusa 5 10 3 7
54
Caio Murari
Hípica 16 10 7 3
55
Heitor Celestino
Hípica 8 9 6 3
56
Christian Camilo Giron
AABB-SP 6 9 4 5
57
Danilo Aurélio Frugis
AABB-SP 5 9 2 7
58
Arthur Jannini
Hípica 16 9 7 2
59
José Guilherme Bergamasco
Hípica 9 9 5 4

Leandro Domingues Graciano
Palmeiras 6 9 5 4
61
Renato Nogueira
São Bernardo 3 9 4 5
62
Gabriel Faria de Souza Coelho
São Bernardo 6 8 8 0
63
Marlon Cardoso Scatolin
Palmeiras 5 8 5 3

Matheus Maiello Lee
Hípica 8 8 5 3

Aaron Fernandes Massucato
Taubaté Rap Rollers 5 8 5 3
66
Juan Antônio Puertas Fernandez
Hípica 9 8 5 3

Luis Guilherme Rodrigues
Palmeiras 6 8 5 3
68
Edson Fernando Godoy
Portuguesa 5 8 3 5
69
Guilherme C. Michetti
São Bernardo 3 8 2 6
70
Julia Lintz
Hípica 16 8 7 1
71
Gustavo Roberto Ramos Antonio
Guarani 8 8 2 6
72
Kimi Ratto Fössl
AABB-SP 13 7 6 1
73
Erick Fernando Monteiro
Taubaté Rap Rollers 6 7 5 2
74
Daniel Alves
Sertãozinho Spider 3 7 4 3

Pedro Ferreira Gentile
Palmeiras 6 7 4 3
76
Hugo Machado
Amparo No Limits 8 7 3 4
77
Rafael Yada Langui
Taubaté Rap Rollers 8 7 1 6
78
Henrique de Miranda Ramos Andrade
Palmeiras 6 7 5 2

Regis Hawaii
Rabbits Hockey 7 7 5 2

Isadora Basseto
Amparo No Limits 8 7 5 2
81
Ulrich Gautheron Emygdio Pereira
AABB-SP 8 7 3 4
82
Pablo Gomes Navarro
Palmeiras 5 7 1 6
83
Fábio Alves
Rabbits Hockey 6 7 2 5
84
Gabriel Henrique Iamada Cozza
Palmeiras 6 6 6 0
85
Vitor Gomes de Campos Cajuela
São Bernardo 3 6 4 2
86
Decio Limeira Da Silva
Portuguesa 6 6 3 3

Fábio Lauretti
AABB-SP B 6 6 3 3
88
Gabriel Campos Santos Pinto
Taubaté Rap Rollers 6 6 5 1
89
Luiz Gustavo Vinagre Barros
Portuguesa 3 6 4 2

Eduardo Ribeiro Giovannini
Palmeiras 16 6 4 2
91
Leonardo André De Souza Maraboli
AABB-SP 3 6 2 4

Murilo Rubens Rossi Guarento
AABB-SP B 6 6 2 4
93
Igor Oliveira Souto
Guarani 6 6 2 4

Luiz Fernando Cassaro
Sertãozinho Spider 5 6 2 4
95
Nicolas Feresin
Sertãozinho Spider 6 5 5 0
96
Carlos Alberto Carnelós JR
Hípica 3 5 2 3

Alice Gonçalves dos Santos
AABB-SP 16 5 2 3
98
Rogério Watanabe Polido
Palmeiras 3 5 1 4
99
Sidney de Souza Neto
Lusa 6 5 5 0
100
Fernando Mikio Lagoeiro
AABB-SP B 9 5 4 1
101
Leonardo Henrique Serafim Da Silva
AABB-SP 3 5 3 2

Luiz Guilherme Motta Franchi
Guarani 6 5 3 2

Josué Guarda
Taubaté Rap Rollers 8 5 3 2
104
Leonardo Pêssoa Fernandes
Palmeiras 6 5 2 3

Nuno Alves
Hípica 8 5 2 3

Andre Gasparini Tavares
São Bernardo 6 5 2 3
107
Gabriel Arnaud Sanchez
Palmeiras 6 5 1 4

Matheus Augusto Sian
Sertãozinho Spider 6 5 1 4
109
Rogério Sartori Lucon
PHIL 8 5 4 1

Gustavo De Almeida Carotta
AABB-SP B 9 5 4 1
111
Rafael Motoyama Calixto de Oliveira
Palmeiras 5 5 4 1

Cláudio Lucas da Silva
Hípica 9 5 4 1
113
Nicoly Alves Paschoal Da Silva
Taubaté Rap Rollers 8 5 3 2
114
Reinaldo Barbosa
Hípica 8 4 3 1

Mateus Colucio
Hípica 5 4 3 1

Karoline Vigato Knoll
São Bernardo 6 4 3 1
117
Marcel Christ
Hípica 9 4 2 2

Sérgio Ernesto Siviero Filho
Taubaté Rap Rollers 8 4 2 2
119
Murilo Monteiro Silva
AABB-SP 8 4 1 3
120
Miguel F. Rosa De Santis
Hípica 6 4 4 0
121
Diego Ultremare
Guarani 9 4 2 2
122
Vitor Romanelli De Carvalho
AABB-SP 6 4 1 3

Luís Felipe Ferreira Rossi
Palmeiras 17 4 1 3
124
Luis Otávio Bernardi
Lusa 6 4 3 1
125
Caetano Miranda Laranjeira
Taubaté Rap Rollers 16 4 2 2
126
Thiago Luiz Dantas Alves
Rabbits Hockey 6 4 2 2
127
Leonardo Giroldi
Amparo No Limits 14 4 3 1
128
Lívia Gallo Bertolla
Amparo No Limits 18 4 2 2
129
Erick Thiago Barreto
Lusa 6 4 4 0
130
Jayme Felipe Neto
PHIL 9 4 2 2
131
Cristiano Dias Junior
Taubaté Rap Rollers 8 3 3 0
132
Cristiano Tirapelle
Guarani 9 3 2 1

Jose Francisco Ribeiro Silva
Rabbits Hockey 5 3 2 1

Mirella Guidi
Amparo No Limits 6 3 2 1

Maria Victoria Do Vale
São Bernardo 5 3 2 1
136
Victor Eiji Numa
AABB-SP 6 3 1 2

Elias Storini
Portuguesa 3 3 1 2

Roberto Thiele
Palmeiras 3 3 1 2

Asheley de Oliveira Costa
Portuguesa 8 3 1 2

Alexandre C. M. Penteado
Hípica 8 3 1 2

Daniel Nagy Trama
Taubaté Rap Rollers 9 3 1 2

Arthur Lopes
Amparo No Limits 8 3 1 2

Julio Arrichelo
Palmeiras 6 3 1 2
144
Lucas Mesquita Vieira
São Bernardo 3 3 2 1

Osmaro José de Souza
Sertãozinho Spider 6 3 2 1

Gabriela Lintz
Hípica 8 3 2 1
147
Marlon Leite Conceição
São Bernardo 3 3 1 2

Vitor Taka Hayasaki
Portuguesa 16 3 1 2

Arthur Naime
Palmeiras 5 3 1 2

Nayumi Nakamoto Campanario
AABB-SP 8 3 1 2

Pedro Areias
Amparo No Limits 8 3 1 2
152
Vitor Silva Henriques
Palmeiras 8 3 0 3
153
Bruno Reis
Guarani 9 3 3 0
154
Marcos Alexandre Vedolin
Guarani 9 3 2 1

Nayra Alina Ramos Morón
Portuguesa 8 3 2 1

Jonathan Laginestra
Rabbits Hockey 9 3 2 1
157
Luis Henrique De Oliveira
Sertãozinho Spider 13 3 1 2
158
Maira Magalhães Lopes
AABB-SP 16 3 3 0
159
Ricardo Henrique Lopes Pinto
AABB-SP B 8 2 2 0

Lyon Valente Aragão
Guarani 9 2 2 0

Gabriel Preturlon Terra
Rabbits Hockey 5 2 2 0

Benicio Gisler Dos Santos
Palmeiras 6 2 2 0

Gabriel Godoi Matos
São Bernardo 10 2 2 0

Melissa Marra Pastorelli
Amparo No Limits 4 2 2 0

Bruna Faria de Andrade
Taubaté Rap Rollers 8 2 2 0
166
Gilmar Moreira Silvestre
Portuguesa 5 2 1 1

Felipe Guindo Gragnano
Portuguesa 5 2 1 1

Victor Peres Almstrom
AABB-SP B 3 2 1 1

Bianca Godoi Matos
São Bernardo 6 2 1 1
170
Thiago Moura
São Bernardo 6 2 0 2

Maicol Leite Conceição
PHIL 3 2 0 2
172
Enzo Cozim Lomenso
Sertãozinho Spider 8 2 2 0
173
Danilo Camera Capone
Hípica 6 2 0 2
174
Eduardo de Bianchi
São Bernardo 5 2 2 0

Danilo Mendes dos Santos
Lusa 6 2 2 0
176
Rubens dos Santos Buzutto
PHIL 9 2 1 1

Fabio Testa
Guarani 9 2 1 1

Rodrigo Borges da Silva
Taubaté Rap Rollers 9 2 1 1
179
Vitor Campos Segundo
Sertãozinho Spider 5 2 0 2
180
Eduardo Grzelak
AABB-SP 8 2 2 0
181
Victor Lacerda
Hípica 8 2 2 0
182
Felipe Monteiro Silva
AABB-SP 8 2 1 1
183
Mateus Ferraz Silva
Portuguesa 8 2 0 2
184
Mel Garcia Bove
Portuguesa 5 1 1 0

Mário Jorge D’Almeida Muralha Jr
AABB-SP B 9 1 1 0

Laís Ferreira Souza Cubeiro
Portuguesa 7 1 1 0

Rafael Alecrim
Hípica 6 1 1 0

Edmar Pereira Neves
Taubaté Rap Rollers 8 1 1 0

Rafael Koji Santos
São Bernardo 8 1 1 0

Maria Luisa Panigassi
Amparo No Limits 4 1 1 0

Vinicius Dimitre dos Santos
São Bernardo 6 1 1 0
192
Thiago Alberto Sawada
Palmeiras 5 1 0 1

Danilo Silva Gazinhato
São Bernardo 6 1 0 1

Eduardo Marcondes
Hípica 9 1 0 1

Felipe Vettorazzo
Hípica 5 1 0 1

João Pedro Rossi
Palmeiras 7 1 0 1

Luisa Bacarolli
Amparo No Limits 8 1 0 1

Luca Pircher
Hípica 5 1 0 1

Gabriel Celeste Pimenta
Portuguesa 16 1 0 1

Pedro Henrique Mendes Vieira Gonçalves
AABB-SP 8 1 0 1

Samara Magalhães Lopes
AABB-SP 8 1 0 1

Eron Moro
Amparo No Limits 8 1 0 1

Pedro D Avila
Hípica 16 1 0 1

Gabriel Guilardi Parra
Amparo No Limits 4 1 0 1

Joao Paulo Brandalise
Hípica 8 1 0 1

Joao Pedro Mattoso
Palmeiras 4 1 0 1

Vinícius José de Lima
Amparo No Limits 2 1 0 1
208
Guilherme de Oliveira Silvestre
AABB-SP 3 1 1 0

Pedro Henrique Saito Moura
AABB-SP B 9 1 1 0

Moacir Nascimento Da Silva
Portuguesa 3 1 1 0

Artur Kazuo Okamoto
AABB-SP B 9 1 1 0

Rodrigo Bueres Lezardo
PHIL 6 1 1 0
213
Vinicius Uchoa Peres
Palmeiras 5 1 0 1

Clerimar Reinaldo da Silva
PHIL 6 1 0 1

Brian Rodrigues Bonfim
São Bernardo 7 1 0 1

Vinicius Amaral Alves
Amparo No Limits 4 1 0 1

José Antonio Mancuso Filho
AABB-SP B 6 1 0 1

Laís Luiz
Hípica 8 1 0 1
219
Fabrizio Gamper Nunes
Hípica 9 1 1 0

Alessandro Tomiatto da Silva
Hípica 9 1 1 0
221
Alcides Moura Netto
Sertãozinho Spider 6 1 0 1
222
Lorena Biancoli Da Costa
Sertãozinho Spider 16 1 0 1
223
Thiago Fernandes da Rocha
Rabbits Hockey 9 1 1 0
224
Guilherme Martins Cordeiro
PHIL 6 1 0 1
225
Ronaldo Rocha
PHIL 9 1 1 0
Federação Paulista de Hockey e Patinação

Autor: Salvador Neto

Holanda de Volta à Divisão IB.

Fonte: www.iihf.com

Autor: Joeri Loonen

 

Da mesma forma que em 2016, os holandeses se certificaram que sua permanência na Divisão IIA se limitasse a um único ano. Sob a pressão de serem os favoritos ao ouro, os holandeses se firmaram em casa durante o Mundial IIHF de Hockey no Gelo 2018 – Divisão II Grupo A, disputado em Tilburg.

Holanda retorna à Divisão I depois de uma breve passagem pela Divisão IIA.  Foto: Thijs de Witte

Holanda retorna à Divisão I depois de uma breve passagem pela Divisão IIA. Foto: Thijs de Witte

Em frente a uma arquibancada lotada, no IJssportcentrum em Tilburg, os anfitriões não deram chance alguma e venceram a Austrália por 9 a 2 no último dia e garantiram o retorno à Divisão IB. A Sérvia ficou com o bronze enquanto a Islândia foi rebaixada à Divisão IIB.

Apesar da cor da medalha ser a mesmaa, a Seleção Holandesa de 2018 não tem nada a ver com a equipe que conquistou o ouro dois anos atrás. Em 2016 a maioria dos melhores jogadores holandeses estavam representando a equipe do Tilburg Trappers, que havia acabado de se tranferir para a Oberliga Alemã, onde conquistou os próximos três campeonatos. Enquanto a transferência para o hockey alemão significou a inserção dos jogadores em um ambiente mais competitivo, a longa temporada de playoffs fez com que os jogadores não estivessem disponíveis para representar a Holanda no Mundial 2016.

Problema que não existiu para o Mundial deste ano, uma vez que o calendário permitiu que os jogadores de Tilburg se integrassem ao esquadrão do treinador Doug Mason. Nada menos que 15 jogadores foram selecionados e colheram os esperados frutos.

Os holandeses dominaram a tabela de artilharia, com os seis maiores goleadores vestindo a Jersey laranja. Além disto, a defesa holandesa foi sólida como rocha, tomando apenas cinco gols em cinco jogos.

“A equipe foi fantástica. Do primeiro ao último minuto jogaram muito”, disse Masson louvando seus jogadores. “Uma série invicta faz o treinador parecer bom, mas estes jogadores tornaram meu trabalho bem fácil”.

Jogando em frente à sua torcida, a Holanda enviou logo um claro sinal às outas equipes quando superou a China por 7 a 0 no jogo de abertura e depois passou pela Islândia com um placar de 11 a 1.

A Sérvia foi a primeira equipe capaz de anular parcialmente o ataque holandês, mas acabou perdendo por 5 a 0. Enquanto os holandeses voltaram a marcar dois dígitos no quarto jogo contra a vizinha Bélgica, quando fizeram 10 a 2.

Com quatro vitórias seguidas, a Holanda estava no rumo certo para completar sua missão, mas tiveram que esperar até o último jogo para garantir o primeiro lugar. No jogo 5, os anfitriões enfrentaram a Austrália, até então a surpresa positiva do torneio. A equipe dos cangurus, sob o comando de Brad Vigon, havia mostrado uma performance impressionante até então.

“Estou extremamente orgulhoso de ver como minha equipe se portou em Tilburg. A maioria dos jogadores não havia competido nos últimos sete meses até chegarmos aqui”, Vigon se referiu ao fato de a AIHL (liga de hockey no gelo australiana) ter começado há apenas uma semana.

“Os jogadores tiveram que fazer sacrifícios pessoais para pagar a viagem e se afastaram dos seus trabalhos para participar deste campeonato. Antes, fizemos apenas um amistoso na República Tcheca, então eu estava ansioso para ver como os jogadores se sairiam. Creio que demos um passo à frente para o hockey australiano depois de duas medalhas de prata”.

Os australianos começaram bem o campeonato, quando, graças a dois gols nos últimos dois minutos da partida, superaram a Islândia por 3 a 0 e pagaram embalo.

O goleiro Anthony Kimlim registrou seu segundo jogo sem tomar gols quando venderam a Bélgica por 6 a 0, antes de sua equipe fazer 3 gols no terceiro tempo e virar sobre a China, 3 a 1.

A Austrália continuou seu percurso quando pulverizou a esperança sérvia por uma medalha de ouro, ao vencer o quarto jogo nos pênaltis. Os sérvios começaram o jogo abrindo enfáticos 2 a 0, mas a Austrália assumiu o controle do jogo e marcou 4 gols.

Crédito para a Sérvia por não desistir: Marko Sretovic fez um gol shorthanded e diminuiu a diferença para um. E com o tempo se esgotando e sem goleiro, Petar Novakovic marcou quando faltam 10 segundos para ao fim e empatou, 4 a 4. Beau Taylor converteu então o quinto e decisivo pênalti, garantindo que a Austrália permanecesse invicta antes do confronto com a Holanda no último dia.

Os holandeses trataram de se impor imediatamente contra a Austrália, marcando um gol logo no primeiro minuto de jogo e seguindo em frente. Raymond van der Schuit converteu uma bela troca de passes com Reno de Hondt e Danny Stemper. Cinco minutos depois, Van der Schuit marcou o seu segundo na partida e os defesas Jurry Smid e Jordy van Oorschot também fizerem os seus, garantindo assim um 4 a 0 logo ao final do primeiro período.

A Austrália não foi capaz de manter o ritmo do campeonato contra a Holanda, que se sobressaiu com 66 chutes contra a Austrália, enquanto os australianos chutaram apenas 19 vezes contra o gol holandês. Mickey Bastings e Jordy Verkiel ampliaram o placar para 6 a 0, até que Kieren Webster colocou a Austrália no placar depois de 31 minutos.

Não havia acabado ainda.

O defesa Giovannu Vogellar, que estava aterrorizando goleiros com seu slapshot durante todo o campeonato, também o fez contra a Austrália e marcou duas vezes. Vogelaar foi o artilheiro do campeonato com oito gols.

“Mantivemos nosso foco seguimos nosso planejamento de jogo durante todos os 60 minutos”, comentou Vogelaar. “Sentimos desde o início que venceríamos este campeonato. A maioria dos jogadores do Tilburg Trappers já conhecem o caminho da vitória e o mostraram para os outros jogadores”.

Finalmente, o placar se estabilizou com nove gols, quando Thomas Powell fez as honras dos visitantes australianos com o último gol, 9 a 2.

“Na hora que o primeiro gol aconteceu, eu sabia que seria um longo jogo. Foi um gol de alta qualidade feito por jogadores e alta qualidade”, admitiu Vigon. “Sentimos como se não houvesse pressão sobre nós neste jogo, então jogamos despretensiosamente. No final do dia, simplesmente, os holandeses foram melhores que nós”.

A novata China terminou em um respeitável quarto lugar, após vitórias sobre a Islândia (3 a 1) e Bélgica (5 a 2). O maior objetivo da equipe chinesa, treinada por Jyrki Aho, era evitar o rebaixamento e sabem que há um longo caminho a ser percorrido se quiserem ser competitivos nos Jogos de Inverno de 2022, que ocorrerá em Pequim.

O treinador da Bélgica, Gil Paelinck estava visivelmente irritado com o quinto lugar de sua equipe.

“Fomos superados pela maioria dos times durante esta semana. Nossos meninos baixaram a cabeça quando começamos a ficar para trás”, ele expressou. “Alguns jogadores vieram ao torneio com a atitude errada após uma boa temporada com suas equipes. Eu preferia ter visto um time batalhador no gelo em vez disso”.

A surpresa do ano passado, Islândia, não conseguiu repetir o milagre e foi rebaixada para a divisão IIB. A equipe do treinador Vladmir Kolek perdeu a partida crucial contra a China e saiu do torneio sem nenhum ponto.

“Infelizmente não conseguimos trazer nossos melhores jogadores para este torneio”, disse Kolek. “Tivemos que contar com muitos jogadores ainda muito jovens e que não estão prontos para atuar neste nível. Em cada jogo acabamos cometendo erros que não conseguimos corrigir. Entretanto, estou confiante que usarão a experiência para evoluir e competir pelo retorno à esta Divisão no próximo ano”.

Mundial 2018 – Estatísticas.

Mundial 2018 – Vídeos.